quarta-feira, 21 de março de 2012

Sala Vazia

Ela só percebeu quando perdeu.
Foi quando sentiu que passou a vida sem sentir a vida, nunca parou para ver o sol nascer nem mesmo a noite cair, mas e agora?
Agora era tarde, tinha que esperar a próxima viajem, mas se fosse tudo exatamente igual, sem grandes emoções sem grandes paixões...
As promessas para onde foram? usaram seu nome em vão, e ainda continuam usando mas para ganhar o quê?
Ela passou a vida, sem contar o que realmente queria, apenas passou por ela sendo aquilo que os outros queriam que ela fosse, sem muitas cores, sem reações, mas e agora o que fazer?
Da janela da sua sala continuava vendo as pessoas, as mesmas que a podaram vivendo suas mentiras, esquecendo as promessas e horas perdidas com brigas...
Mas e a vida dela para onde foi?
Agora estava ali naquela sala, triste e vazia...
E ficou ali esperando....
Recordando...
Vivendo....
Sofrendo...
Rindo...
Chorando....
Esperando....



c Roberta Del Carlo c 

5 comentários:

  1. Aii que triste!!

    Mas bem escrito..Parabéns!! =)

    Está muito legal seu blog, adorei.

    Seguindoo!!

    Espero sua visitinha, um bjo e sucesso com o blog!

    http://my-literarylife.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, parabéns. O blog também está ótimo. Aproveito para agradecer a visita ao meu blog http://ocultos-ainsgniadaestrelanastrevas.blogspot.com.br/. Quando quiser se tornar membro, será muito bem vinda.

    ResponderExcluir
  3. seu blog é SHOOOOW!to te seguindo! adorei , ganhou uma fã
    obrigada por sua visita la no PLANETA FEMININO, estamos com outro Link agora , de planet female passou para Castelini Fashion, te espero mais vezes lá, beijos
    http://castelinifashion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto, conseguiu me passar a velha sensação de solidão em maneira bem intuitiva...
    Muito bom seu blog, um blog para se ler o dia todo ^^

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, as vezes me sinto assim!

    ResponderExcluir

Rua

Um dia caminhando pelas ruas da cidade, sem pressa ou destino certo acabou parando em uma rua que em seu passado foi muito importante. ...