segunda-feira, 16 de julho de 2012

Céu sob a cabeça



Era mais um dia, assim como todos os outros
A cidade cinzenta, a pressa constante
Tudo agia muito rápido, os carros, as pessoas
A avenida não para, a vida não para
E a vida seguia o seu percurso natural
Se não fosse aquele barulho, um barulho forte, mas que só uma pessoa ouviu, mas não era um simples trovão, não era um avião passando sobre suas cabeças, aquele barulho era diferente, mas no meio daquele formigueiro alinhado e apressado, ele para e olha para o céu, naquele momento parecia ser o único a se importar com aquele estrondo, já que as pessoas em sua volta continuavam a andar...
E a cena mais incrível ele viu, o céu caia sobre suas cabeças, prédios e arraia céus caiam das alturas, ele sentiu uma vertigem, um tremor que invadiu o seu corpo inteiro, e o grito preso na garganta que foi sufocado com a sua surpresa diante da reação das pessoas que nada ali fizeram, apenas continuavam a andar, sem perceber nada...sem ouvir nada...
Ele fechou os olhos não querendo acreditar, até que alguém o empurrou de lado, fazendo o assim voltar a si, que abriu os olhos, e viu que tudo estava no seu devido lugar assim como as pessoas, os prédios e o céu sob sua cabeça.
E voltou a andar assim como os outros, até ao seu destino.


c Roberta Del Carlo c 


6 comentários:

  1. Hmm... um pouco de surrealismo? Achei interessante. Talvez ele tenha percebido rapidamente a realidade como ela é e depois voltado pro seguro mundo das ilusões, metaforicamente, claro. Sei lá, é minha interpretação, talvez eu tenha viajado hehe
    Mas gostei =)

    ResponderExcluir
  2. Tem um selinho de presente pra vc no meu blog...
    depois da uma passadinha la viu.
    bjjs
    http://irmasalucinadas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. seguindo
    espero que siga-me de volta
    provasetrapacas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. o importante é não parar...nunca!

    http://www.ziqzira.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Voce tem bons textos! Alguns, o ritmo lembra os meus, enfim, parabéns. :)

    ResponderExcluir
  6. Nossa!!! Adorei o texto. As vezes as pessoas sentem que precisam mudar mais por preguiça/comodidade só continuam. Seu texto é muito original... Adorei muito mesmo. Até mais :)

    ResponderExcluir

Rua

Um dia caminhando pelas ruas da cidade, sem pressa ou destino certo acabou parando em uma rua que em seu passado foi muito importante. ...