domingo, 3 de novembro de 2013

Um sofá velho


Um velho sofá numa praia qualquer.

Um dia passeando pela praia viu um sofá velho, rasgado ali na areia da praia, e as dúvidas começaram a saltar em sua mente como, por exemplo, como foi parar aquele sofá na areia da praia?

Será que foi o mar que arrastou? Alguém arrastou até ali e para aonde iria?
Mas ele não fez muito, apenas pensou só deixando a curiosidade ser maior do que propriamente fazer algo. O cenário ao seus olhos era estranho, triste, sujo.
Um dia aquele sofá serviu para alguém, hoje poderia não ser mais tão bonito, hoje não serviria mais para nada, apenas para poluir...

Então passamos o sofá para as pessoas, o dia que não servir mais para as pessoas então como será, vai ser como aquele sofá ali da praia, simplesmente jogado fora, tornando-se problemas para outras pessoas, a entregue a própria morte.
 

Aquele sofá poderia ser apenas reformado e poderia servir para outra pessoa.


c Roberta Del Carlo c 

Um comentário:

  1. Pior que isto acontece direto.
    As pessoas querem se livrar das coisas e não dão um fim correto.
    Tem uma rua de Porto Alegre que as donas do restaurante fizeram um canteiro com um sofá abandonado. Sabe o pior? O caminhão do lixo passou e recolheu o sofá. Ela tiveram que ir atrás para pegar de volta.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Romance Dolorosa Paixão na Amazon.Kindler

Olá! Finalmente o meu livro está na Amazon, aquele primeiro livro que um dia escrevi num blog chamado:  http://dolorouspassion.blogspot.co...