terça-feira, 27 de junho de 2017

O circo

Ela não se contentou em apenas olhar, admirar e dar boas gargalhadas com os truques e espetáculos. Ela queria mais.
E foi na madrugada arrumou suas malas e deixou a sua amada casa.
Ela não pensou no futuro, nem pensou na vergonha que a família passaria diante do falatório que aconteceria na manhã seguinte.
Ela tinha alma de artista- já dizia uma tia.
A menina-moça encantada com todo aquele esplendor e não se contentou e um dia se foi.

O seu nome mudou para um mais artístico e viveu a sua vida como queria, dentro de um circo.


c Roberta Del Carlo c 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Rua

Um dia caminhando pelas ruas da cidade, sem pressa ou destino certo acabou parando em uma rua que em seu passado foi muito importante. ...